Quando um casal está pronto para ter um filho?

Olá! Tudo bem com você?

Você deseja ter filhos? E alguma vez já se fez essa pergunta?

Parece óbvia a resposta, porém, acredite… as coisas não são tão simples quanto parecem…

Além de todas as questões básicas relacionadas à alteração do orçamento familiar, com o replanejamento de gastos com fraldas, roupas, berço, carrinho de bebê, etc, etc… existem outras situações que devem ser consideradas e conversadas ente o casal para que não haja divergência na condução do desenvolvimento educacional, emocional e espiritual da criança.

Como assim??? Não está entendendo? Já explicamos.

É muito comum presenciarmos divergências na condução da educação da criança e, normalmente, as mães assumem grande parte das decisões sobre a educação dos filhos, o que impede, algumas vezes, que os pais participem ativamente desse processo.

E se você nunca refletiu a esse respeito, podemos ajudar. Vamos fazer isso juntos?

Primeiramente, se você tem um companheiro ou companheira, já conversaram a respeito dos principais aspectos na condução da educação da criança? Ainda não? Então, fique atento (a) às principais perguntas que vocês deverão responder juntos para tomarem as melhores decisões:

  • Quais serão as mudanças de hábitos e rotinas necessárias após o nascimento da criança? Todos estão de acordo com tais mudanças?
  • A criança dormirá num quarto próprio ou ficará no mesmo quarto que os pais?
  • A criança irá para uma creche ou ficará com uma babá/ familiar?
  • O discurso das regras estão alinhados entre os responsáveis pela criança, incluindo familiares? Há divergências que podem ser negociadas?
  • Como será o revezamento dos pais para a hora do descanso? Será definido um horário ou período para cada um?
  • Como será conduzida a escolha da escola da criança? Qual a melhor proposta pedagógica na opinião dos pais?
  • Como serão resolvidos os conflitos dentro e fora de casa? Todos estão dispostos a conversar e resolver os problemas de forma conjunta ou apenas um dos pais será responsável por isso?
  • A criança receberá orientação religiosa? Há consenso sobre essa questão?
  • Quem irá às reuniões de escola? Poderá haver um revezamento ou o casal poderá ir sempre?
  • Quem levará a criança para escola? Há possibilidade de serem ambos ou apenas um dos pais?
  • Nos momentos de lazer, a presença dos pais será conjunta ou alternada?

Essas são algumas das questões mais básicas que devem ser discutidas entre o casal para que se chegue num consenso antes mesmo da criança vir ao mundo. Nada pior do que uma criança perceber que não há harmonia entre os pais e quando há divergências, as discussões são inevitáveis.

Para evitar possíveis conflitos familiares, comece a investir no diálogo desde já. Assim, você terá a oportunidade de vivenciar um maior entrosamento com seu cônjuge, o que resultará num ambiente doméstico mais harmonioso e saudável.

Assim, a criança será mais feliz vivendo num ambiente saudável e equilibrado.

E você? Está pronto (a) para ter um filho???

Beijos iluminados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *