O que estamos fazendo com nossos meninos???

Olá! Tudo bem com você?

Hoje nosso tema é direcionado à educação dos nossos meninos.

Por quê? Já explicamos…

Antes de iniciarmos o tema, façamos a seguinte reflexão: – Como enxergamos os homens ao nosso redor? O que pensamos a respeito deles? Como julgamos o seu comportamento???

Se você é aquele tipo de pessoa que reclama o tempo todo do comportamento dos homens, pense por um minuto sobre o comportamento de seu próprio filho. Pensou???

Agora nos responda: – o que você tem feito para que ele seja diferente de tudo aquilo que você condena???

Como você educa o seu pequeno?

Se você nunca pensou nisso, podemos ajudar. A seguir listamos algumas perguntas para você fazer um rápido teste. Leia com atenção e responda sinceramente. “Bora” testar?

1- Meu filho trata as pessoas com gentileza e atenção ou age de forma grosseira e ríspida porque gentileza é coisa de menina?

2- Meu filho sabe lidar com seus medos ou quando ele se sente inseguro eu digo pra ele parar e agir como homem?

3- Meu filho é respeitado quando se emociona ou eu digo pra ele engolir o choro porque homem não chora?

4- Meu filho trata as mulheres com respeito ou eu o incentivo a ser desrespeitoso porque ele tem que ser “caçador”?

5- Meu filho me ajuda nas tarefas domésticas ou eu digo a ele que isso é uma tarefa feminina?

Bem, se você respondeu sim a mais de duas perguntas, tenha muito cuidado e reveja sua postura. Possivelmente, você está repetindo o mesmo padrão que critica nos homens.

Nesse caso, reflita sobre o futuro de seu pequeno homem e mude as crenças negativas que você mesma anda reforçando em sua própria família.

Homens e mulheres devem respeitar-se mutuamente e agir de forma solidária. Antes de qualquer coisa, somos seres humanos e é importante que nossos filhos vivenciem isso primeiramente em nossos lares.

E você? O que pensa a respeito??? Deixe seu comentário e contribua com nossas reflexões.

No próximo post falaremos especificamente da educação de meninas. Não perca.

Beijos iluminados e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *