Como lidar com o sofrimento de uma criança?

Olá! Tudo bem com você?

Hoje o nosso tema é difícil porque não é nada agradável lidar com a dor, seja ela física ou emocional, não é verdade?

Pois é… E quando o sofrimento é com os nossos pequenos, então nós simplesmente perdemos o controle. Nada pior do que ver nossos filhos sofrendo…

Se você está vivendo alguma situação difícil com sua criança, se você se sente impotente para ajudá-la ou aliviar sua dor, seja em decorrência de uma doença grave ou de um trauma emocional, fique atento às dicas que lhe daremos a seguir.

Se a dor for física, não menospreze o choro de seu (a) pequeno (a). Não importa se ele (a) simplesmente ralou o joelho ou caiu de bicicleta. Quando o choro iniciar, acalme a criança e dê-lhe um abraço aconchegante. É importante que ela se sinta amada e protegida por você.

Se após o aconchego você perceber que é manha, não se preocupe com isso e continue com o carinho. Possivelmente, ela só queria um pouco de atenção.

Então, após o abraço, tire o foco do ocorrido e comece a conversar sobre algo interessante pra ela. Conte-lhe uma novidade ou peça que ela lhe faça um favor, por exemplo.

Se a dor for emocional, então é preciso maior atenção. Dê-lhe todo o apoio necessário pra que ela se sinta protegida e cercada de carinho.

Não tente diminuir sua dor e nem recrimine-a por não conseguir conter as lágrimas. Simplesmente abrace-a e deixe que ela chore junto a você para que possa colocar sua emoção pra fora.

Depois das lágrimas, se a criança desejar dizer o que sente, ouça com atenção e carinho. Diga-lhe que entende seus sentimentos e que ela tem todo o direito de se emocionar.

Finalmente, diga-lhe que você estará sempre ao seu lado e que tudo ficará bem. Agindo assim, você terá grandes chances de ajudar a sua criança a superar suas dores de forma mais rápida e equilibrada.

E se você precisar de uma ajuda profissional, não exite em procurar um psicólogo ou terapeuta para acompanhar o caso e conduzir sua criança para a superação do trauma, pois algumas dores são tão fortes que realmente necessitam de um apoio terapêutico.

Ficamos por aqui. Se você gostou do post, compartilhe e se precisa de uma ajudinha extra, a fada madrinha Clara estará aqui para ajudar também.

Beijos iluminados!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *